Alocasia: uma planta fácil de cuidar

Uma das plantas mais utilizadas para decorar casas é a alocasia, que se destaca pela beleza das suas folhas e pelo seu tamanho prático. Além disso, sendo uma planta muito robusta, é fácil de cuidar. As suas origens podem ser rastreadas até ao Sri Lanka e à Índia, mas também são plantas que cresceram na Ásia e na Austrália. São também conhecidas como alocasia de orelha de elefante. Procura decorar com plantas volumosas? Então, fique por aqui e continue a ler para saber mais sobre o assunto.

Esta planta é caracterizada pelas suas folhas, que são verdes por dentro. Estas têm a forma de uma seta e são acompanhadas por nervos muito marcados. Podem chegar até um metro de comprimento. O seu caule espesso e carnudo pertence à família Araceae, como a Fatsia Japónica, e pode crescer durante três anos. Crescem até cinco metros de altura, pelo que é necessário um grande espaço para cuidar delas. Continue a ler e saiba como a alocasia pode fazer parte da sua decoração!

Alocasia uma planta fácil de cuidar

Cuidados com Alocasia: Tudo o que Você Precisa Saber!

Tipos de Alocasias

Sabia que existem mais de 70 espécies de alocasia? É isso mesmo! E cada uma delas é caracterizada pelas suas folhas alongadas e enormes. Por essa razão, deixamos-vos com os mais destacados entre tantos e que, além disso, poderiam encaixar em qualquer tipo de decoração:

Alocasia wentii

A alocasia wentii tem folhas grandes – e por ser um dos tipos mais pequenos de Alocasia, é uma das plantas mais comumente utilizadas para adições decorativas. As suas folhas têm manchas brancas-acinzentadas, e as próprias folhas são marmorizadas.

Alocasia Wentti

Alocasia zebrina

A alocasia zebrina é muito especial devido às suas folhas mais pequenas e caules mais compridos. É mais suave na forma de um escudo ou flecha, e com manchas que remetem às costas da zebra. Destaca-se pelo seu belo caule, o que a torna única para qualquer tipo de decoração.

Alocasia zebrina

Alocasia amazonica

A alocasia amazónica é um dos tipos mais pequenos, e as suas folhas são caracteristicamente de um verde profundo. É também notável pelo seu aspecto encerado e pequenos salpicos brancos.

Alocasia Amazonica

Alocasia Black Velvet

O Alocasia Black Velvet também é chamado de “Orelha de Elefante” destaca-se por ter caules mais curtos do que os outros, e as suas folhas são normalmente mais arredondadas. Têm uma cor verde escura, quase preta, e uma textura que pode ser definida como aveludada. Mas tenha cuidado! Deve saber que as suas folhas são venenosas, pelo que não é aconselhável mantê-las perto de animais de estimação.

Alocasia-black-velvet

Alocasia nebula

A Alocasia Nebula é um dos tipos de alocasia que se pode encontrar devido às suas folhas particulares, com uma textura e cores difíceis de encontrar. De cor cinza claro e folhagem espessa, este é um dos tipos mais raros.

Alocasia Nebula

Como cuidar da sua Alocasia?

Na sua maioria, todos os tipos de alocasia são tratados de forma semelhante. No entanto, é sempre importante verificar os cuidados específicos que cada tipo necessita para conhecê-los em profundidade. Em geral, devem ser tratados da seguinte forma:

  • Manter sempre o solo húmido, mas nunca encharcado. Portanto, certifique-se de que o excesso de água é drenado através dos buracos no vaso. Durante o Inverno, é aconselhável reduzir a rega para evitar que as raízes apodreçam.
  • Colocar sempre a planta num local onde possa receber luz brilhante indireta ao longo do dia. Se a colocar sob a luz solar direta, corre o risco de queimar a folhagem.
  • Mantenha a sua alocasia afastada de correntes frias, tais como janelas, ar condicionado ou fugas, e de temperaturas superiores a 60F.
  • Ao regar a planta, é sempre aconselhável rodá-la de modo que cresça de forma equilibrada.
  • A Alocasia é um tipo de planta considerada pesada, ou seja, requer mais nutrientes do que outras plantas. É portanto aconselhável a utilização de um fertilizante adequado.

Manter a sua Alocasia saudável

Manter a sua alocasia saudável não requer muito trabalho, apenas conhecer os cuidados adequados para este tipo de planta. Por este motivo, apresentamos as seguintes recomendações a ter em conta:

  • Para manter uma humidade elevada e para manter os ácaros e outras pragas longe da alocasia, recomenda-se a pulverização de água sobre as folhas.
  • Mantenha a planta fora da luz direta, pois trata-se de uma planta interior, e receber luz solar direta pode causar calor excessivo.
  • Verificar diariamente se o solo da planta está húmido. Caso contrário, deve colocar água na camada superior, permitindo que essa camada absorva a água antes de adicionar mais.
  • Manter as folhas da alocasia limpas, para que fiquem livres de pó e possam realizar corretamente o processo de fotossíntese.
Manter a sua Alocasia saudável

Problemas comuns da Alocasia e como resolvê-los

Os problemas comuns que podem ocorrer nestas plantas incluem o seguinte:

Folhas caídas

Este tipo de problema pode ser causado por uma variedade de fatores, como, por exemplo:

  • Luz baixa.
  • Pragas.
  • Carência de nutrientes no solo.
  • Rega insuficiente ou excessiva. Para resolver este problema, é necessário verificar primeiro o estado da planta e a área onde se encontra. Assim, pode colocá-la num local onde receba mais luz indireta ou reajustar o horário de rega.

Pragas

A Alocasia é propensa a vários tipos de pragas, pelo que é recomendada a pulverização regular da planta. Desta forma, evita-se a secura, que é a principal causa do aparecimento de pragas. Também se pode manter as folhas livres de pó utilizando água com sabão ou óleo Neem para resolver o problema.

Folhas amarelas

As folhas amarelas em alocasia podem aparecer nas folhas inferiores da planta, o que significa que estas já completaram o seu ciclo de vida. Por conseguinte, não há problema em retirá-las. Mas, em outros casos, este problema pode ocorrer devido ao excesso de água que causa fungos na alocasia. Estes podem ser vistos na folha amarela, preta ou castanha escura. Para resolver este problema, tudo o que é necessário é solo e aeração adequadamente drenados, para que a planta não se torne encharcada. Esta planta é sensível ao excesso de substrato. Se estiver infestada, deve separá-la das outras plantas e utilizar um fungicida comercial.

A Alocasia não cresce

Este problema pode ocorrer por uma variedade de razões, tais como:

  • Sobre-exposição à luz solar.
  • Irrigação insuficiente ou excessiva.
  • Stress devido à temperatura ou falta de humidade.
  • Utilização de substratos incorretos ou fertilizantes excessivos.
  • Praga na planta.

Para resolver este problema, basta ter consciência dos cuidados necessários e da rotina. Se algo for feito ou aplicado incorretamente, a planta mostrará sinais disso.

Como fertilizar a sua Alocasia?

No período da Primavera, recomenda-se a fertilização da alocasia, já que é o momento em que começa o recrescimento. Por conseguinte, deve ser fertilizado frequentemente utilizando um fertilizante orgânico. Durante a fase de crescimento, recomenda-se a cada duas semanas. À medida que a planta entra em dormência, não pode consumir tanto fertilizante durante o período de Inverno. Assim, se a planta abranda, o ideal é alimentá-la uma vez por mês até à primavera seguinte.

Como transplantar a sua Alocasia?

Para começar, o que precisa de fazer é encontrar um pote maior. Deve ser fornecido com orifícios de drenagem. O tamanho do pote também dependerá muito do tipo de alocasia que tiver. Recomenda-se também o seu transplante na Primavera, e de dois em dois anos, uma vez que, desta forma, crescerá melhor.

Uma quantidade adequada de composto deve ser aplicada para enriquecer o solo onde vai ser transplantado. Depois, tendo o cuidado de não maltratar o tubérculo, colocar a planta no vaso escolhido para ela e finalmente regá-la, esperando que o solo absorva a água antes de adicionar mais.

Alocasias hojas amarillas

Como propagar a sua Alocasia

Há dois métodos de propagação da sua alocasia. No entanto, um dos detalhes mais importantes é sempre fazê-lo na Primavera ou no Verão.

Propagação de alocasia por rizomas

Ao retirar a planta do vaso, notará os rizomas da planta, pelo que se recomenda que a retire com muito cuidado para evitar stressar a planta. Deve também remover o substrato e verificar que parte da planta vai remover, desde que deixe pelo menos duas folhas e o sistema radicular para que se possa sustentar a si próprio.

Depois, separar o rizoma da planta principal com muito cuidado e com a ajuda de um utensílio de corte – no caso de as raízes estarem demasiado ligadas. Depois, preparar o novo vaso com terra, umedecê-lo e fazer um buraco onde caberá a alocasia. Finalmente, coloca-se a planta, pressionando suavemente e regando novamente.

Propagação de alocasia pela água

Este método é utilizado principalmente para estacas que ainda não têm raízes, mas é uma forma diferente e decorativa de cultivar alocasia dentro de casa. Para tal, deve começar por limpar a terra das suas raízes e encontrar um recipiente adequado para a sua colocação. Depois de o encher com água, deve deixá-lo durante pelo menos 24 horas para que a cloramina ou o cloro seja removido.

Finalmente, basta submergir as raízes e mantê-las fora da luz direta do sol. No caso da água evaporar, basta enchê-la de novo. Por outro lado, para o aparecimento de algas, basta mudar a água e adicionar fertilizante líquido para as plantas de interior. Isto ajuda a estimular o crescimento.

Pragas e Doenças Comuns da Alocasia e Estratégias para Controlá-las

A Alocasia, sendo uma planta ornamental apreciada, pode ser afetada por várias pragas e doenças. A seguir, detalhamos as mais comuns e como prevenir ou tratá-las.

Ácaros-aranha (Ácaros)

Os Ácaros-aranha manifestam-se na planta sob a forma de pequenos pontos amarelos, acompanhados por teias finas na parte de trás da folha. Crescem rapidamente em ambientes secos, tornando o controle essencial. Para combatê-los, recomenda-se pulverizar as folhas com óleo de neem uma vez por semana e manter a humidade acima de 60%, pulverizando regularmente as folhas com água.

Oídio (Fungo Cinzento)

O Oídio, também conhecido como fungo cinzento, manifesta-se como grandes manchas castanhas nas folhas da planta. Devido à elevada humidade, pode causar a formação de esporos e bolores com uma textura pulverulenta. Para tratar esta doença, um fungicida específico deve ser pulverizado, e as folhas afetadas devem ser removidas. Esta condição é mais comum em ambientes de elevada humidade.

Vírus do Mosaico

A Doença do Mosaico faz-se notar através de padrões de mosaico nas folhas, e pequenas flores anormais podem surgir. É essencial manter as ferramentas de poda desinfetadas, pois este tipo de vírus é frequentemente propagado através delas. O manejo cuidadoso e a prevenção são vitais para controlar esta infecção viral.

Murcha Bacteriana (Apodrecimento Bacteriano Ligeiro)

A Murcha Bacteriana pode ser identificada pelo apodrecimento em áreas como os caules das folhas e flores, frequentemente devido ao excesso de humidade no solo. Se detectada a tempo, a aplicação de um bactericida adequado pode ser eficaz. Em casos mais avançados, pode ser necessário descartar a planta afetada. Assim, a chave para prevenir essa doença é evitar o excesso de água e garantir uma boa circulação de ar.

Como decorar com Alocasias

A decoração com alocasia é bastante simples, pois basta colocá-la numa zona estratégica de acordo com o tipo de alocasia que preferir. Por exemplo, uma porta interior ou um espaço grande e aberto. Muitos deles crescem até 5 metros de altura. Devem, portanto, estar num local adequado e estar expostos à luz solar indireta. Também se deve ter cuidado com animais de estimação e crianças, uma vez que esta planta é tóxica.

Dicas e truques para cuidar da sua Alocasia

Manter alocasia em temperaturas entre 20 e 28 graus e evitar temperaturas inferiores a 10 graus. Quanto mais luz indireta, melhor, pois a luz solar direta pode queimar as suas folhas. Limpe-os com um pano e polvilhe-os sempre com . Utilizar um substrato drenado e leve misturado com areia sem ácidos. Manter um nível de humidade constante mas não regar demasiado a planta. A transplantação de dois em dois anos na Primavera ajuda-a a crescer melhor e mais saudável.

Perguntas Frequentes sobre o Cuidado da Planta Alocasia

A Alocasia prefere um solo húmido mas não encharcado. Regue-a regularmente, mas permita que o solo seque ligeiramente entre as regas.

A Alocasia prospera com luz indireta. A luz solar direta pode queimar as folhas, por isso coloque-a num local onde receba luz filtrada.

Um solo bem drenado e rico em matéria orgânica é ideal. Pode usar uma mistura de solo para plantas de interior com algum perlite ou areia.

A Alocasia pode ser propagada através de rizomas ou estacas na água. É melhor fazer isso durante a Primavera ou o Verão.

Sim, a Alocasia pode ser tóxica se ingerida. Mantenha-a fora do alcance de animais de estimação e crianças.

Isso pode ser causado por rega excessiva ou insuficiente, ou por uma doença. Verifique o solo e as folhas e ajuste os cuidados de acordo.

 

O transplante deve ser feito na Primavera, preferencialmente de dois em dois anos, para permitir um crescimento saudável.

Em climas tropicais e subtropicais, a Alocasia pode ser cultivada ao ar livre. Em climas mais frios, é melhor mantê-la dentro de casa.

Como se pode ver, existem diferentes tipos de alocasia, adaptando-se a cada gosto e estilo de decoração. Esta planta espantosa e versátil é imprescindível se tiver pouco tempo para cuidar das plantas. Bem, é fácil e simples de manter, para que a sua casa seja mantida com estilo e utilizando plantas reais.

Compartilhar esta publicação:
Tempo de Leitura: 9 minutos
Fronda, tienda de plantas
10% de desconto na sua primeira compra!
Inscreva-se no nosso #UrbangreenClub e receba seu cupom de desconto para sua primeira compra!
Formulario de Suscripción

Plantas em promoção
Últimas postagens
Guias de cuidados com plantas